quarta-feira, 11 de junho de 2014

Cavaco desfalece; se abdicar Portugal rejuvenesce

 

Cavaco, no discurso do dia de Portugal desfaleceu, ontem, na Guarda, foi levado em braços do púlpito e Portugal ficou expectante.


O que disse, depois de ter tido assistência médica, não interessa, é uma das suas cassetes. Diga o que disser ninguém lhe liga nem ele age perante a inobservância das suas recomendações.

Por isso, está na hora da sua substituição. Com duas opções.

Ou segue as pegadas do vizinho espanhol e colega de ociosidade ou a Assembleia da República lhe aponta a porta da rua.

Agora a Assembleia da República deve, pois, convocar uma junta médica e tirar a limpo se Aníbal Silva está ou não capaz de continuar em Belém.

Doutos professores, jurisconsultos doutrinários e juristas dos mais legalistas perorarão sobre a legitimidade constitucional de tal deliberação.

Mas pouco importa, tão esfrangalhada tem sido a letra da Constituição que o seu elástico espírito acolhe bem este pequeno passo para Portugal poder dar passos de esperança.

Sem o mentiroso Passos nem o fingido Portas e sem a sombra negocieira do Relvas*. Porém com um futuro norteado por Ética e liderado por Estadistas, não subjugado a inconfessáveis interesses ou a truques SLN.

O que conta agora, perante um PR desfalecido é o que fazer para rejuvenescer Portugal.

________________

* presidente do órgão do PSD que fiscaliza o governo.


!!!!!

1 comentário:

Vânia Andrade disse...

Quanto mais se deseja a morte a um ser humano mais ele permanecerá cá...